A Filosofia dos Cuidados Paliativos sob a Ótica dos Direitos Humanos

  • Geisa Oliveira Daré

Resumo




Os cuidados paliativos têm grande amplitude de conteúdo e são discutidos por diversas outras áreas do conhecimento além do direito. Por isso, o ensaio restringiu-se a enxergar a interconexão dos direitos humanos na filosofia dos cuidados paliativos, eis que estes consistem em uma etapa do direito humano fundamental à saúde e à vida digna. Procurou-se dar resposta às seguintes questões: o que são cuidados paliativos (origens históricas e conceito); qual a filosofia dos cuidados paliativos e sua ligação com os direitos humanos. A definição dos cuidados é resultado um processo histórico e técnico-científico que justifica sua leitura de forma conjuntural. O contexto histórico evidencia o cerne da necessidade humana de cuidados paliativos, não só como serviço médico, mas também como serviço que se presta à humanização da medicina, do paciente e de sua família. Assim, o ensaio foi iniciado com uma abordagem histórica dos cuidados paliativos, seguindo-se para sua conceituação, para filosofia dos cuidados paliativos, finalizando com apontamentos sobre a constituição dos cuidados paliativos como direito humano à luz de sua filosofia sui generis. Ao longo do texto também foram feitas algumas considerações sobre o enquadramento teórico da prestação humanizada em tela.




##submission.authorBiography##

Geisa Oliveira Daré

Advogada; Bacharel em Direito pelo Centro Universitário de Bauru; Mestre em Direitos Humanos pela Universidade do Minho; Doutoranda em Ciências Jurídicas Públicas pela Universidade do Minho.

 
Publicado
2020-12-16
Como Citar
DARÉ, Geisa Oliveira. A Filosofia dos Cuidados Paliativos sob a Ótica dos Direitos Humanos. Revista do Instituto Brasileiro de Direitos Humanos, [S.l.], v. 20, p. 185-196, dez. 2020. ISSN 1677-1419. Disponível em: <http://revista.ibdh.org.br/index.php/ibdh/article/view/429>. Acesso em: 23 jan. 2021.
Seção
Artigos